sábado, 16 de novembro de 2013

Parecido com Jesus

§136. A admiração pela pessoa de Jesus, seu chamado e seu olhar de amor despertam uma resposta consciente e livre desde o mais íntimo do coração do discípulo, uma adesão a toda a sua pessoa ao saber que Cristo o chama pelo nome (cf. Jo 10,3). É um “sim” que compromete radicalmente a liberdade do discípulo a se entregar a Jesus, Caminho, Verdade e Vida (cf. Jo 14,6). É uma resposta de amor a quem o amou primeiro “até o extremo”
(cf. Jo 13,1). A resposta do discípulo amadurece neste amor de Jesus:
“Eu te seguirei por onde quer que vás” (Lc 9,57).

§137. O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia:
·         identificam-nos com Jesus-Caminho, abrindo-nos a seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros;
·          identifica-nos com Jesus-Verdade, ensinando-nos a renunciar a nossas mentiras e ambições pessoais;
·         e nos identifica com Jesus-Vida, permitindo-nos abraçar seu plano de amor e nos entregar para que outros “tenham vida nEle”.

§138. Para ficar verdadeiramente parecido com o Mestre, é necessário assumir a centralidade do Mandamento do amor, que Ele quis chamar seu e novo: “Amem-se uns aos outros, como eu os amei” (Jo 15,12). Este amor, com a medida de Jesus, com total dom de si, além de ser o diferencial de cada cristão, não pode deixar de ser a característica de sua Igreja, comunidade discípula de Cristo, cujo testemunho de caridade fraterna será o primeiro e principal anúncio:
“Todos reconhecerão que sois meus discípulos” (Jo 13,35).

§139. No seguimento de Jesus Cristo, aprendemos e praticamos as bem-aventuranças do Reino, o estilo de vida do próprio Jesus:
  • seu amor e obediência filial ao Pai,
  • sua compaixão entranhável frente à dor humana,
  • sua proximidade aos pobres e aos pequenos,
  • sua fidelidade à missão encomendada,
  • seu amor serviçal até à doação de sua vida.
- Hoje, contemplamos a Jesus Cristo tal como os Evangelhos nos transmitem para conhecermos o que Ele fez e para discernirmos o que nós devemos fazer nas atuais circunstâncias.

§140. Identificar-se com Jesus Cristo é também compartilhar seu destino: “Onde eu estiver aí estará também o meu servo” (Jo 12,26).
- O cristão vive o mesmo destino do Senhor, inclusive até a cruz:
“Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo,
carregue a sua cruz e me siga” (Mc 8,34).
- Estimula-nos o testemunho de tantos missionários e mártires de ontem e de hoje em nossos povos que têm chegado a compartilhar a cruz de Cristo até à entrega da própria vida.

§141. A Virgem Maria é a imagem esplêndida da conformação ao projeto trinitário que se cumpre em Cristo. Desde a sua Concepção Imaculada até sua Assunção, recorda-nos que a beleza do ser humano está toda no vínculo do amor com a Trindade, e que a plenitude de nossa liberdade está na resposta positiva que lhe damos.

§142. Na América Latina e no Caribe, inumeráveis cristãos procuram buscar a semelhança do Senhor:
·         ao encontrá-lo na escuta orante da Palavra,
·         no receber seu perdão no Sacramento da Reconciliação,
·         e sua vida na celebração da Eucaristia e dos demais sacramentos,
·         na entrega solidária aos irmãos mais necessitados
·         e na vida de muitas comunidades que reconhecem com alegria o Senhor em meio a eles.

Documento de Aparecida/2007