quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Podemos ter imagens?


- De modos diversos os católicos são acusados de fabricar imagens e adora-las.
- A Bíblia proíbe às imagens de ídolos ou falsos deuses (Êxodo 25,18), mas não proíbe de fazer imagens como ‘enfeites religiosos’.


O que é um ídolo segundo a Bíblia?
- No tempo de Moisés, Deus começou a formar seu povo escolhido, o povo de Israel. Era um povo bem simples e que tinham o costume de adorar vários deuses que eram representados por imagens de animais.

- Deus chamou o ‘seu’ povo a trilhar os ‘seus’ caminhos: a abandonar os falsos deuses e a adorar o Deus único e verdadeiro.



Fundamentação Bíblica
- A Sagrada Escritura sempre faz distinção entre imagens como ‘ídolos’ e imagens como ‘enfeites ou sinais religiosos’.
- Deus mandou Moisés fazer imagens como ‘símbolos religiosos’:
“Farão dois querubins de ouro maciço, lavrados a martelo e colocá-los-ão nas extremidades do lugar do perdão, um a cada lado...ali falarei contigo acerca de tudo o que eu te ordenar para os filhos de Israel” Êxodo 25,18-22
- Os Israelitas murmuravam contra Deus e contra Moisés, então Deus mandou contra eles serpentes venenosas que os mordiam, de modo que morreu muita gente. Moisés intercedeu pelo povo e Deus lhe respondeu: “Faze uma serpente de bronze, coloca-a numa haste e todo aquele que para ela olhar será salvo” Números 21,4-9
- Percebemos nestes e em outros textos que a imagem foi feita a mando de Deus somente como ‘sinal religioso’.

As imagens na vida diária
- Todos nós, inclusive nossos irmãos evangélicos que nos acusam de ‘adorar’ imagens tem fotos de seus familiares em suas casas; temos fotos de parentes falecidos e vivos, no entanto não significa que estamos adorando-os, mas simplesmente reavivando em nossa memória aquelas pessoas que passaram pelas nossas vidas e que foram importantes para nós. Após algum tempo aquelas fotos ficam velhas, jogamos fora e substituímos por outras.

- Assim acontece com as imagens que temos em nossos oratórios particulares ou nas Igrejas Católicas; são imagens que representam Deus, a Virgem Maria e os Santos de nossa devoção e que nos são exemplo de vida cristã.
- A Igreja Católica aceita o respeito e a veneração, mas nunca ensinou a adoração a uma imagem. Nunca fiquemos de joelhos diante de uma imagem para prestar culto de adoração, mas podemos ficar de joelhos diante desta mesma imagem, pedir perdão a Deus pelos nossos pecados e que o santo representado naquela imagem interceda por nós.
- Cada um pode se ajoelhar em qualquer lugar para invocar a Deus, seja no quarto, na cozinha ou no quintal de casa. Antes de nos deitar podemos nos ajoelhar diante de um crucifixo para deste modo falar com Deus, porém não devemos imaginar que tal imagem seja milagrosa e tem poderes mágicos.
- Devemos corrigir estas atitudes e explicar aos desavisados que somente Deus faz milagres.
- Aceitamos, porém, que Deus pode agir por intercessão dos santos, assim como agiu após a intercessão de Moisés, como vimos nos textos acima.

Os falsos deuses e ídolos do nosso tempo
- Os ídolos e falsos deuses não se encontram nos templos, mas nos poderes que dominam o homem moderno por dentro. São poderes falsos que destroem as boas relações com o próximo e com Deus.
- Esses ídolos modernos estão, muitas vezes, em nossas ruas, em nossas instituições, em nossas comunidades e famílias. Essa é a idolatria que devemos desterrar. (Efésios 4,14):
- Temos o ‘deus dinheiro’ que por ele somos instigados a mentiras, enganos, roubos, tráfico de drogas, etc... e parece que em nome desse deus tudo é permitido. Em nosso tempo vivemos vários contra valores cristãos e que são propostos pelos deuses do nosso tempo:
- Consumismo (tendência a comprar exageradamente ou além da necessidade);
- Corrupção (cuidados com o mundo e a sedução das riquezas terrenas sufocando a Palavra Mt 13);
- Hedonismo (considerar o prazer como objetivo de vida);
- Relativismo (ato de afirmar que as verdades que cremos –morais, religiosas, etc-.variam conforme a época, lugar, grupo social ou indivíduos).
- Permissivismo (tudo posso, faço, ouço e vejo tudo o que quero, tudo experimento em minha vida. Contrario a Palavra de Deus que diz: “Tudo posso, mas nem tudo me convém” )

- O lugar onde esses falsos deuses são gerados está no coração e não em coisas ou objetos de madeira ou gesso.
- No Antigo Testamento não se representava Deus porque o Filho de Deus-Jesus Cristo não tinha tomado corpo nem forma humana. Com a encarnação, o próprio Verbo encarnado tomou forma humana e nos mandou guardar sua memória.
Podemos ter imagens?
“O Senhor disse a Moisés: ‘faze para ti uma serpente ardente e mete-a sobre o poste. Todo o que for mordido, olhando para ela, será salvo’. Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e fixou-a sobre um poste. Se alguém era mordido por uma serpente e olhava para a serpente de bronze, conservava a vida” Números 21,8-9

- O próprio Jesus Cristo ensinou que o relato sobre a serpente de bronze é uma lição para nós acerca da importância de se olhar para o Salvador e Seu sacrifício expiatório: “Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim deve ser levantado o filho do homem para que todo homem que nele crer tenha a vida eterna” João 3,14

- O Papa São Gregório Magno escreveu a um Bispo que ordenou quebrar as imagens:
“Tu não devias quebrar o que foi colocado na Igrejas não para ser adorado, mas simplesmente para ser venerado. Uma coisa é adorar uma imagem, outra coisa é aprender, mediante essa imagem, a quem se dirigem suas preces. O que a Escritura é para aqueles que sabem ler, a imagem o é para os ignorantes; mediante essas imagens aprendem o caminho a seguir. A imagem é o livro daqueles que não sabem ler.”

Cantando a fé com Padre Zezinho
Não importa se esta imagem é a imagem verdadeira, ou não é.
Para mim é indiferente se ela é cópia ou não é. Eu tenho fé.
Tenho imagem lá em casa e não cometo idolatria: eu vejo a luz.
Uma coisa é uma imagem e outra coisa é a pessoa de Jesus ou Maria..
Imagens são sinais a me lembrar onde Deus agiu!!
Imagens são sinais a me apontar por onde alguém seguiu!
Imagens são apenas o que são: sinais, sinais, sinais...

Quem fundou sua Igreja
Ano
Religião
Fundador
Local
33
Católicos
Jesus Cristo
Galiléia
1521
Luteranos
Martinho Lutero
Alemanha
1534
Anglicanos
Henrique VII
Inglaterra
1560
Presbiterianos
John Knok
Inglaterra
1791
Metodistas
J.Wesley
USA
1848
Espiritismo
Família Fox
USA

Imprima frente e verso na folha A4 (folheto)