quinta-feira, 24 de abril de 2014

Morte dos Santos inocentes

Menino Bernardo
Herodes daqui, Herodes de lá. O tirano continua a matar.
Matou os inocentes, matou Isabela, Joaquim, e agora Bernardo.
Quantos outros ainda irá matar? Quantos outros teremos de chorar?
Aquele menino gaúcho, tranquilo, abraços ele pedia sem cessar.
Pedia ajuda, queria um lar.
A nossa justiça, senhora falida, o menino Bernardo à Herodes mandou entregar.
Parecia Pilatos, suas mãos a lavar.
Era um doce menino que queria um lar.
Na comunidade ele sempre estava a ajudar.
Era coroinha, servia ao altar, na igreja da Mártir Inês, e ele estava a trabalhar.
Na sua comunidade encontrava forças para voltar para casa e a Herodes encontrar.
Quantos outros nós iremos chorar?
Choremos agora, choremos sem cessar, mas saiamos de nós mesmos e nos coloquemos a lutar, a gritar, a reclamar!
Os inocentes não devem mais pagar! Sua vida Herodes não pode mais tirar!
No céu ele está, num Santo lugar.
O menino Bernardo não precisa mais chorar.
Pela sua morte dolorosa, com Jesus a Cruz, ele estava a carregar.
E agora com Jesus, Bernardo ressuscitado está.
Pequeno gaúchinho, menino carinhoso, pede por nós a Jesus.
Que ele nos console. Que Herodes não retorne.
Que os inocentes vivam, em paz, tranquilos, na Luz.
Seminarista Adailton Gomes
https://www.facebook.com/adailtongomesnogueira
23/04/2014